,

Artistas entram em pânico: Polícia Federal vai atrás de mais fraudadores da Lei Rouanet

010

A “boca livre” promovida por empresas que assessoram diversos artistas e cantores brasileiros está na mira de mais uma operação da Polícia Federal. Segundo informações do Ministério da Cultura o rombo promovido pelo superfaturamento na prestação de contas pode ultrapassar R$ 57 milhões.

As empresas, os equipamentos e os nomes serão divulgados em breve pela assessoria da Polícia Federal que está cumprindo mandado de busca e apreensão em diversos estados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *