,

Atenção: Eduardo Cunha pode ser solto a qualquer momento

011

Brasília – Em entrevista a EXAME.com, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que também preside o Tribunal Superior Eleitoral, afirmou ter incertezas sobre a necessidade de manter o ex-deputado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) preso neste momento.

“A Constituição diz que só pode ocorrer prisão de parlamentar em caso de flagrante delito. Portanto, o Supremo não poderia decretar a prisão de Cunha sem a devida análise. Nem sei se há razões para a prisão de Eduardo Cunha agora. O juiz Moro decretou, mas isso terá que ser examinado pelas instâncias competentes. A prisão preventiva não ocorre porque a gente acha que alguém merece ser preso”, disse o ministro em entrevista a EXAME.com na última sexta-feira (28).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *