,

Ela não é Dilma! Cármen Lúcia entra na linha de sucessão presidencial

005

Cármen Lúcia Antunes Rocha é a atual presidente do  Supremo Tribunal Federal (STF). Ela é mineira, natural de Montes Claros, porém passou maior parte do tempo de sua vida no município de Espinosa.

A ministra votou a favor da prisão de Delcídio do Amaral quando ele era líder do governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

Atualmente, Cármen Lúcia enfrenta na condição de presidente do STFa pressão de senadores e deputados simpatizantes de Renan Calheiros. O senador Renan Calheiros está sendo alvo de denúncias através de delações feitas por investigados pela Operação Lava Jato.

Renan tentou sem sucesso uma reunião com a presidente do STF tendo a presença do presidente da República, Michel Temer. Sem sucesso!

Cármen Lúcia já deu sinais que não aceita pressões e joguetes políticos que tentam intimidá-la. Os políticos investigados pela Operação Lava Jato estão preocupados com a forma de atuar da ministra que não leva em consideração a condição de políticos do alto clero, mas enxerga a justiça como ela deve ser feita.

Uma possível queda de Renan Calheiros, o julgamento da chapa Dilma/Temer pelo TSE, pode resultar no afastamento dessas peças políticas do cenário atual o que deixa a ministra Cármen Lúcia na linha sucessória para assumir a presidência do Brasil.

A população tem dado sinais de que vai caminhar ao lado de Cármen Lúcia caso ela forneça as condições necessárias para o afastamento do senador Renan Calheiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *