,

Irmãos Schincariol são presos pela Polícia Federal em São Paulo

policiafederal

A Polícia Federal de Marília prendeu preventivamente nesta sexta-feira (18), em Assis (SP), os irmãos e empresários Fernando Machado Schincariol e Caetano Schincariol Filho, sócios e administradores da Cervejaria Malta em mais uma fase da Operação Valletta.  Eles já haviam sido presos na mesma operação em abril deste ano, mas liberados em outubro.

Fernando e Caetano, juntamente com outras quatro pessoas, respondem por suposta participação em organização criminosa criada para praticar crimes tributários, falsidade ideológica, estelionato contra a União e lavagem de dinheiro. Além dos irmãos, mais uma pessoa foi presa nesta sexta-feira. Os outros três suspeitos estão soltos, mas vão precisar entregar os passaportes e usar tornozeleiras eletrônicas.

Em nota, a advogada dos sócios da cervejaria Malta Marina Coelho Araújo disse que considera a prisão deles ilegal e que irão recorrer da decisão da Justiça. Confira nota na íntegra abaixo:

“A ordem de prisão preventiva é absolutamente ilegal. Inclusive o Tribunal Regional Federal, nesta linha, afastou o juiz da cidade de Assis da condução de todos os processos relacionados aos irmãos Fernando e Caetano Schincariol por absoluto impedimento, ou seja, o juiz estava impedido de julgar por perigo de parcialidade. Não há qualquer ato praticado pelos dois que justificasse a necessidade da prisão cautelar, após a soltura pelo Tribunal Regional Federal. Não houve violação da medidas cautelares impostas pelo Tribunal, e não há, portanto, motivo que justifique tal prisão. Na visão da defesa, tal decisão significa afronta às decisões proferidas pelos órgãos superiores, e como tal será combatida.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *