,

Lula utiliza o Facebook para afirmar que nem Jesus vai derrubá-lo

008

Em sua página no Facebook, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rebateu as acusações da Operação Lava Jato que o apontou como sendo o “amigo” das planilhas apreendidas da empreiteira Odebrecht. Lula é suspeito de ter recebido R$ 8 milhões em propina.

“Se o Power Point não deu certo, agora a Lava Jato inventa acusações contra Lula com uma tabela de Excel, sem nenhuma base em provas ou movimentações financeiras, feitas por um delegado que sequer cuida das investigações sobre Lula”, argumenta o ex-presidente que afirmou ainda que todas as suas contas foram “devassadas e jamais recebeu qualquer recurso ilegal”.

A suspeita da Polícia Federal foi divulgada na última segunda-feira (24) no relatório de indiciamento do ex-ministro Antônio Palocci, enviado ao juiz federal Sérgio Moro. Para a PF, o empresário Marcelo Odebrecht, preso na Operação Lava Jato, usava os codinomes “amigo”, “amigo de meu pai” e “amigo de EO [Emílio Odebrecht, pai de Marcelo]” para se referir ao ex-presidente.

De acordo com os investigadores, os codinomes eram usados por Odebrecht em conversas com terceiros. A PF diz no relatório que há “respaldo probatório e coerência investigativa em se considerar” que o termo “amigo” faz referência à Lula.

No despacho em que Palocci foi indiciado, a PF afirmou que a empreiteira comandada por Marcelo Odebrecht tinha uma “verdadeira conta-corrente de propina” com o PT. Para os investigadores, a conta era gerida pelo ex-ministro.

Segundo os investigadores, os pagamentos ao ex-ministro eram feitos por meio do Setor de Operações Estruturadas da empreiteira, setor responsável pelo pagamento de propina a políticos, em troca de benefícios indevidos no governo federal.

(fonte: Último Segundo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *