,

Manobra ataca o coração da Lava Jato: a Receita Federal está em sérios apuros. Entenda

008

A maior crise da história da Receita vai atingir a Operação Lava Jato, segundo alerta do auditor Roberto Leonel de Oliveira Lima, chefe do escritório de Inteligência do Fisco que atua decisivamente na maior investigação já realizada no País contra a corrupção.

Em carta de 107 linhas ao procurador da República Deltan Dallagnoll, um dos coordenadores da força-tarefa do Ministério Público Federal na Lava Jato, Roberto Leonel fala do impacto causado em sua Instituição pelo substitutivo do projeto de lei 5864/2016 que, na avaliação dos auditores, põe sob ameaça prerrogativas da classe e levará ao ‘desmonte’ da Receita.

Na carta a Dellagnoll ele clama pelo ‘apoio dessa Força-Tarefa para que a Receita Federal do Brasil continue a ser órgão de Estado, com eficiência gerencial e sem eventuais ingerências políticas’.

O auditor pede, ainda, incentivo da entidade de classe de Dellagnoll, a Associação Nacional dos Procuradores da República, na luta a ser travada na Câmara para resgatar o texto original do 5864/2016.

Dois capítulos da crise instalada na Receita – por Roberto Leonel definidos como ‘reação em cadeia, jamais vista’ – revelam o grau de indignação dos auditores.

Na quarta-feira, 9, um bloco de 57 fiscais ameaçou renunciar a cargos estratégicos que ocupam na 8.ª Região (São Paulo), a que mais arrecada tributos em todo o País, cerca de R$ 500 bilhões por ano.

Os trabalhos referentes a Lava Jato poderão paralisar de um só vez se nada for feito urgentemente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *