,

Michel Temer considera que prender “quadrilha” causa instabilidade no Governo “dele”

005

O presidente Michel Temer durante entrevista ao canal Cultura, no programa Roda Viva, disse que a prisão de Lula causaria instabilidade ao “seu” Governo. A declaração de Temer criou desconfiança em diversos setores da política e da economia brasileira.

O Ministério Público Federal definiu o governo petista conduzido por Lula e por Dilma como sendo “uma quadrilha”, no sentido desses agrupamentos de pessoas que se unem com objetivo de praticar crimes. Atualmente o Judiciário, o MPF e a Polícia Federal realizam a maior limpeza na esfera da administração pública e política nunca vista no Brasil. A sociedade brasileira quer o banimento da corrupção e dos corruptos.

A declaração do presidente Temer está gerando repercussão nos movimentos sociais que atuaram em conjunto com à Justiça para o afastamento de Dilma Rousseff.

Se a prisão de Lula é o maior anseio da sociedade brasileira que se viu traída pelo governo petista devido aos escândalos de corrupção devidamente investigados e constatados pela Força-Tarefa da Operação Lava Jato, hoje o presidente Temer é alvo da desconfiança do povo em razão da declaração desfavorável a prisão do “chefe da quadrilha”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *