,

Moradores dizem que policiais “executaram” traficantes no Cidade de Deus

005

Os corpos de sete homens foram encontrados às margens de um brejo, na Comunidade do Caratê, localidade da favela Cidade de Deus, na zona oeste do Rio de Janeiro, na manhã deste domingo, 20. Os mortos estavam sem objetos pessoais ou armas e alguns deles estavam sem roupas. Eles acusam policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) de terem executado os homens.

“O problema é a forma como as mortes aconteceram. Eles eram traficantes, mas isso não justifica terem sido mortos com tiros à queima roupa e facadas”, afirmou o pastor Leonardo Martins da Silva. Entre as vítimas está o seu filho, Leonardo Martins da Silva Júnior, de 22 anos, que integrava a facção criminosa Comando Vermelho.

De acordo com moradores, os confrontos começaram na noite de quinta-feira, 17, na Gardênia Azul, bairro vizinho à Cidade de Deus, em uma disputa de territórios entre milicianos e traficantes. A Polícia Militar interveio e estendeu a ação para a Cidade de Deus, concentrando abordagens na região conhecida como Caratê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *