,

Não foi acidente! Piloto de avião omitiu falta de combustível em aeronave da Chape

005

Circula na Colômbia uma gravação em que um suposto piloto descreve o que teria acontecido no trágico voo da Chapecoense.

Ele diz que, ao se aproximar para aterrissagem em Medellín, o piloto da LaMia foi avisado pela torre de comando de que um Airbus da VivaColômbia havia declarado emergência por vazamento de combustível, o que daria a ele preferência no pouso.

O controlador teria perguntado se o avião da LaMia poderia retardar seu pouso, recebendo sinal positivo do piloto.

Depois de dar duas voltas, o piloto retomou o contato com a torre, que informou que ele era o terceiro da fila: depois do Airbus, deveriam pousar um “avião da Lan Chile e outro da Copa”.

Três minutos depois, já sem combustível, o piloto disse aos controladores que tinha uma pane elétrica.

“Ele falou isso para não ser multado. Falta de combustível pode levar ao pagamento de multas altíssimas, que quebram a empresa”, afirma o homem na gravação. “Sem combustível para chegar até a pista, ele bateu contra o morro”.

Segundo essa mesma fonte, viajar com pouco combustível era uma prática da LaMia para economizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *