,

Procuradores suíços vieram ao Brasil reunir com Sérgio Moro. Os bancos de lá vão abrir o jogo

001

As novas delações premiadas negociadas entre a Operação Lava Jato e executivos da Odebrecht têm levado bancos suíços a fazer uma nova onda de denúncias sobre movimentações bancárias suspeitas ao Escritório de Combate à Lavagem de Dinheiro (MROS), departamento ligado à Polícia Federal do país.

Há duas semanas, uma missão de procuradores e especialistas suíços esteve em Curitiba para contatos com procuradores brasileiros. Na agenda, estavam investigações sobre a Odebrecht e suas ligações no exterior. Um dos trabalhos tem sido o de identificar quem teria recebido propina da construtora e cruzar investigações dos dois lados.

Os suíços suspeitam que parte do dinheiro financiou campanhas eleitorais. A expectativa é de que as novas delações possam indicar como isso ocorreu e se há partidos beneficiados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo

Hey there!

Sign in

Forgot password?
Close
of

Processing files…