,

Suprema Corte do Canadá permite sexo entre pessoas e animais

026

A Suprema Corte do Canadá causou revolta ao permitir o sexo entre humanos e animais “contanto que não haja penetração”. A medida veio da determinação judicial dada a um homem condenado por 13 acusações de abuso sexual contra suas enteadas, incluindo uma de “bestialidade” (sexo com animais). Identificado como DLW, ele foi condenado a 16 anos de prisão pelos abusos cometidos contra as crianças, mas absolvido por ter envolvido o animal no crime.

A corte aceitou a justificativa dos advogados do homem de que seria impossível provar se houve ou não penetração no animal. A decisão que o absolveu foi por 7 votos a 1.

De acordo com o processo, o acusado passou manteiga de amendoim sobre os órgãos genitais das vítimas e “ofereceu” ao cachorro da família enquanto filmava a ação, de acordo com os registros do tribunal. Organizações que lutam pelos direitos dos animais se manifestaram a respeito e imploraram por uma modernização nas leis retrógradas que não protegem os cães.

“A partir de hoje, a lei canadense permite que abusadores usem animais para sua própria satisfação sexual. Isso é completamente inaceitável, contrário às expectativas da sociedade e não pode continuar”, disse a diretora executiva da organização Animal Justice, Camille Labhuck.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *